Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Pesquisador colombiano realiza atividades na Univates

Postado as 12/11/2021 14:19:53

Por Lucas George Wendt

Lucas George Wendt


Nas últimas semanas a professora doutora Daiane Heidrich, dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Médicas (PPGCM) e em Biotecnologia (PPGBiotec) e do curso de Medicina da Universidade do Vale do Taquari - Univates, recebeu no campus da Instituição o pesquisador colombiano Mauricio Ramírez Castrillón. 

 

Divulgação

Castrillón é professor do curso de graduação em Microbiologia e pesquisador dos cursos de Mestrado em Química Industrial e de Doutorado em Ciências Aplicadas da Faculdade de Ciências Básicas na Universidad Santiago de Cali, em Cali, na Colômbia. Ele esteve na Univates, em Lajeado, por cerca de 20 dias entre 18 de outubro e o início do mês de novembro. 

Com o acompanhamento da professora Daiane, Castrillón realizou um treinamento prático na área de análise de suscetibilidade a antifúngicos utilizados na prática clínica e também avaliou o do potencial antifúngico de compostos naturais e sintéticos, além de firmar colaboração em pesquisas com a docente. A Univates estuda parceria com a Universidad Santiago de Cali, uma das instituições de Ensino Superior colombiana com as quais a Universidade ainda não tem relações institucionais. 

O pesquisador acredita que o trabalho desenvolvido com o acompanhamento da Univates vai acrescentar significativamente na execução de técnicas em projetos de pesquisa que atualmente ele desenvolve na Universidad Santiago de Cali. “O treinamento em técnicas de suscetibilidade antifúngica, orientado pela professora Daiane Heidrich, vai permitir avaliar novas moléculas, compostos e extratos que geralmente são analisados para atividade antibacteriana, mas que não se sabe se poderiam agir como agentes antifúngicos”, explica ele. A Univates lidera essa linha de pesquisa na região do Vale do Taquari, principalmente no PPGBiotec e no PPGCM. A Instituição também tem equipamentos e protocolos que auxiliaram Castrillón em seu período na região. 

A infraestrutura do campus, seus laboratórios equipados, a Biblioteca Univates e o Tecnovates são os destaques do campus da Instituição, na opinião do pesquisador. “Os docentes que conheci durante o estágio se mostraram uma grande equipe de pesquisa, o que considero extremamente importante para a Universidade e para os seus PPGs”, acrescenta. “Chamou muito a minha atenção que a Univates é universidade de portas abertas, o que permite a interação da Universidade com a comunidade. Espero que essa experiência seja o início de uma parceria entre as duas universidades”, afirma Castrillón.

Lucas George Wendt