Utilizamos cookies neste site. Alguns são utilizados para melhorar sua experiência, outros para propósitos estatísticos, ou, ainda, para avaliar a eficácia promocional do nosso site e para oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações sobre os cookies utilizados, consulte nossa Política de Privacidade.

Ensino de ciências, física, enfermagem e mais: Univates apresenta pesquisas publicadas em revistas científicas na última semana

Postado as 25/11/2021 11:34:07

Por Lucas George Wendt

Divulgação

O trabalho científico de um pesquisador é contínuo, ou seja, suas descobertas, quando observadas na totalidade, permitem compreender o conjunto do seu trabalho. É desta forma que a ciência avança: aos poucos, com cada trabalho funcionando como a peça de um quebra-cabeça que completa um cenário de pesquisa. E que pode abrir margem para mais perguntas. 

Na Universidade do Vale do Taquari - Univates, diferentes equipes trabalham produzindo conhecimento científico. Entre pesquisadores e estudantes – bolsistas de iniciação científica, de mestrado e de doutorado –, são cerca de 500 pessoas diretamente envolvidas buscando na ciência as respostas para a solução de problemas coletivos e de inquietações de pesquisa individuais. 

Todos os dias as equipes de pesquisa da Univates divulgam seus achados em publicações periódicas científicas nacionais e internacionais. Semanalmente os artigos científicos mais recentes serão apresentados no site da Instituição. 

Confira o que a Univates publicou de 19 de novembro a 25 de novembro de 2021

Título do artigo: Possibilidades para o desenvolvimento profissional no ensino de Ciências

Autoria: Rejane Bianchini e Marli Teresinha Quartieri

Revista científica: Anais do IX Congreso Internacional sobre Formación de Profesores de Ciencias

Do que trata a pesquisa científica: o artigo é recorte de uma pesquisa de caráter qualitativo, que está em desenvolvimento desde 2018. Tem como objetivo investigar que contribuições para o desenvolvimento profissional decorrem da participação em um curso de formação continuada para o uso de tecnologias digitais no ensino de Ciências. Em seu desdobramento, utilizou como arcabouço teórico a concepção de desenvolvimento profissional de Ponte (2017) e de Nacarato (2013). Assim, teoricamente, o trabalho propôs o desenvolvimento de dois questionários (um antes da proposta formativa e um depois) com um grupo de professores da rede pública de Lajeado/RS. No desenvolvimento da pesquisa foi possível observar que a proposta formativa contribui para que os participantes potencializem conhecimentos pedagógicos, tecnológicos e de conteúdo, diminuindo sua insegurança para o uso de tecnologias no ensino.

Vinculação: Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGEnsino)

Publicado quando: novembro de 2021

 

Título do artigo: Interligações geopoéticas entre Simões Lopes Neto e Jack Kerouac

Autoria: Flávia Alexandra Radeucker Duarte

Revista científica: ANIMUS - Revista Interamericana de Comunicação Midiática

Do que trata a pesquisa científica: o artigo apresenta as interligações entre dois contos regionalistas de grande destaque a partir da linguagem desenvolvida em ambos, conhecida como geopoética, responsável por expressar por meio de descrições do ambiente o sentimento de admiração e pertencimento ao lugar onde vivem. Os referidos contos são “Trezentas onças”, de Simões Lopes Neto, e “Sozinho no topo da montanha”, de Jack Kerouac, que, apesar de terem sido publicados em contextos e épocas distintos, possuem similaridades muito significativas no que tange à poética da terra. A partir de referenciais teóricos como Milton Santos e Regina Zilberman, são esclarecidos os conceitos de ambiente e espaço e a relação com o ser humano, observando como a literatura gaúcha e o Beatnik vêm incorporando a imagética ao longo da sua história. As interligações analisadas entre os contos mostram que a geopoética aproxima as obras por trazerem a natureza e o homem como figuras centrais que dialogam com seus papéis e difundem sua expressão pela literatura.

Vinculação: área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas 

Publicado quando: novembro de 2021

 

Título do artigo: Estudos de aula como desenvolvimento profissional de professores de anos iniciais

Autoria: Ana Paula Krein Muller e Marli Teresinha Quartieri

Revista científica: Anais do IX Congreso Internacional sobre Formación de Profesores de Ciencias

Do que trata a pesquisa científica: o trabalho tem como objetivo investigar as potencialidades da metodologia de Estudo de Aula desenvolvida com professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental, fomentando o uso de práticas pedagógicas experimentais. Participaram da atividade quatro docentes de uma escola pública, realizando o planejamento do experimento da Vitamina C. Após o planejamento, a atividade foi desenvolvida por uma das professoras, sendo observada pelos demais para avaliação e replanejamento, sendo reaplicada por outra professora. Para análise dos dados, foram utilizados gravações dos encontros e o diário de campo da pesquisadora. Destaca-se que a referida metodologia proporcionou momentos de troca entre o grupo, planejamento e avaliação em conjunto da prática pedagógica, bem como conhecimentos de conteúdo.

Vinculação: Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGEnsino)

Publicado quando: novembro de 2021

 

Título do artigo: Necessidades formativas enunciadas por professoras de anos iniciais no contexto da BNCC: um olhar no campo das ciências da natureza

Autoria: Sônia Elisa Marchi Gonzatti, Gabriela Luisa Henz, Paula Vitória Pellenz, Márcia Jussara Hepp Rehfeldt, Marli Teresinha Quartieri e Ieda Maria Giongo 

Revista científica: Anais do XXIV Simpósio Nacional de Ensino de Física 

Do que trata a pesquisa científica: uma das preocupações da educação brasileira é a elaboração de currículos para a educação básica, cujos debates mais ou menos democráticos culminam na publicação de documentos oficiais, como a BNCC. Em relação à Base, vários estudos contribuem com problematizações importantes. O silenciamento de vozes e perspectivas teóricas do campo da pesquisa em educação em Ciências, a hegemonia de documentos legais como referenciais, os discursos e metas alinhados ao neoliberalismo econômico são alguns elementos identificados em estudos que analisam a BNCC (GONTIJO, 2015; MARSIGLIA et al., 2017; FLÔR; TRÓPIA, 2018). O trabalho é um recorte de estudo mais amplo, financiado pela Fapergs intitulado “A formação continuada e o processo de reformulação curricular dos Planos de Estudos Anos Iniciais do Ensino Fundamental: um olhar sobre Ciências da Natureza e Matemática”. O objetivo do artigo é apresentar resultados preliminares sobre percepções de professoras dos anos iniciais de três escolas, sobre inquietações, dúvidas conceituais e metodológicas, em relação aos objetos de conhecimento da área de Ciências da Natureza, no âmbito dos anos iniciais do Ensino Fundamental. De modo geral, os resultados podem ser interpretados como indicadores dos níveis de dificuldades teóricas e metodológicas em relação a esses objetos de conhecimento, já que é possível supor que a necessidade formativa enunciada está relacionada às preocupações e eventuais lacunas de formação inicial ou continuada (BRICCIA; CARVALHO, 2016; LANGHI; NARDI, 2009).

Vinculação: Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas (PPGECE)

Publicado quando: novembro de 2021

 

Título do artigo: Práticas avaliativas em disciplinas de Física no Ensino Superior: experimentações e feedbacks estudantis

Autoria: Sônia Elisa Marchi Gonzatti

Revista científica: Anais do XXIV Simpósio Nacional de Ensino de Física 

Do que trata a pesquisa científica: o Ensino Superior vem sendo desafiado há décadas no sentido de inovar em seus currículos e práticas, segundo uma perspectiva de formação pautada na indissociabilidade entre ensino, extensão e pesquisa, na contextualização e simbiose de saberes e na transformação social, fim último e primeiro das universidades (SOUSA SANTOS, 2004). Nesse cenário, o objetivo do trabalho é discutir diferentes práticas de avaliação desenvolvidas em duas disciplinas de Física de cursos de Engenharia de uma universidade comunitária situada no Rio Grande do Sul, na perspectiva dos estudantes envolvidos. Dentre as práticas experimentadas, estão provas on-line, produção de blogs e memoriais como sistematização individual das aprendizagens, produção de vídeos, áudios e experimentos virtuais. Diferentes técnicas de feedback foram desenvolvidas, com destaque para as rubricas disponíveis no Google Sala de Aula.

Vinculação: Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas (PPGECE)

Publicado quando: novembro de 2021

 

Título do artigo: Assistência às famílias com câncer pelo modelo Calgary: contribuições para o ensino da Enfermagem na saúde coletiva

Autoria: Claudelí Mistura, Keroli Fernanda Rodrigues Lima, Danielle Valim Pereira Leivas, Michelle Christini Araújo Vieira, Silvana Neumann Martins e Cláudia Mistura

Revista científica: Laplage em Revista 

Do que trata a pesquisa científica: o objetivo do estudo é descrever a importância do ensino do Modelo Calgary nos cursos de Enfermagem, com o intuito de potencializar a sua aplicação na assistência às famílias com câncer na saúde coletiva. Trata-se de um estudo descritivo de revisão bibliográfica da literatura sobre 10 obras científicas nacionais e internacionais. A análise dos resultados foi realizada de maneira qualitativa e descritiva. Evidenciou-se a relevância da inserção do Modelo Calgary no ensino nos cursos de Enfermagem com o intuito de promover aprendizagem ativa dos estudantes sobre a avaliação e a intervenção às famílias com câncer na saúde coletiva, potencializando a assistência no âmbito da Estratégia Saúde da Família. Assim, destaca-se a importância de um ensino focado nas práticas desde o início da formação acadêmica para que os estudantes possam vivenciar a realidade da atuação do enfermeiro na saúde coletiva, assistindo, avaliando e intervindo com as famílias.

Vinculação: Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas (PPGECE)

Publicado quando: novembro de 2021

Saiba mais sobre as publicações científicas 

Os periódicos científicos são espaços reservados à comunicação científica. É por meio deles que os estudos são divulgados e os conhecimentos técnicos, acadêmicos e científicos são postos à disposição da sociedade. Assim como os eventos científicos, são espaços formais de apreciação e crítica do trabalho de pesquisadores – o que permite à ciência evoluir por meio da construção colaborativa do conhecimento, que só é possível se as informações científicas circularem. 

As pesquisas científicas podem estar vinculadas a projetos de pesquisa, que seguem as diretrizes institucionais para produção do conhecimento científico, e aos Programas de Pós-Graduação – nesses espaços, em geral, ligadas ao trabalho dos pesquisadores docentes da Univates ou ao trabalho dos mestrandos e doutorandos –, ou também podem ser desenvolvidas nos cursos de graduação como requisito para obtenção dos títulos de bacharel, licenciado ou tecnólogo.