Univates sedia IX Congresso Sulbrasileiro de Educação Física até sábado

Postado as 2018-09-14 11:46:09

Por Nicole Morás

Teve início na última quinta-feira, 13, o IX Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte, que a Universidade do Vale do Taquari realiza até o próximo sábado, dia 15. O evento integra o VII Congresso Estadual de Educação Física na Escola e o I Congresso Estadual de Atividade Física, Saúde e Treinamento, que somam a participação de mais de 300  docentes e profissionais do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo.

Durante a tarde os congressistas participaram de oficinas. À noite, a cerimônia de abertura contou com a apresentação de sete grupos, que levaram arte e movimento na forma de dança ao palco do Teatro Univates, aproveitando a ocasião para divulgar a XI Mostra de Dança.

Após os pronunciamentos de abertura, o doutor Valter Bracht, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), proferiu a palestra “Atividades físicas e esportivas como direito do cidadão a partir do Relatório Nacional de Desenvolvimento Humano - Movimento é vida da ONU”. Em sua fala, Bracht ressaltou que o documento emitido pela Organização das Nações Unidas (ONU) tem como um de seus objetivos investigar os fatores que impedem os cidadãos ao pleno direito de acesso à atividade física, abordando ainda o deslocamento da realização de atividades físicas e esportivas como dever para ser um direito dos cidadãos.

“A ideia de atividades físicas e esportivas como dever é característica das sociedades urbanas modernas, em que o vigor físico e a saúde eram estimulados a partir de uma ética do trabalho, muitas vezes com campanhas patrocinadas pelo Estado. Esses sentidos atribuídos às atividades físicas e esportivas eram relacionados com o aumento da produtividade e a melhoria da saúde do indivíduo. Alguns fatores, como o ganho de legitimidade de outros sentidos para as práticas físicas e esportivas, contribuem para o deslocamento dessas práticas como direito, e não mais como dever. Com a dignidade e valorização do dever as atividades físicas não ficam mais subordinadas a uma função útil, como o trabalho”, explicou Bracht.

Na sexta-feira, dia 14, o evento segue com a realização de mesas de discussão e a apresentação de trabalhos científicos nos Grupos de Pesquisa (GPs). No sábado, há atividades dos GPs e também o Seminário de Teses e Dissertações. A programação completa pode ser conferida em www.univates.br/evento/congresso-ciencias-do-esporte. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail congressosulbrasileiro2018@univates.br.

O evento é uma realização da Univates por meio dos cursos de Educação Física licenciatura e bacharelado e da secretaria do Rio Grande do Sul do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE/RS), com apoio do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE), da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs), Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde (Sbafs), Programas de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento (PPGAD) e em Ensino (PPGEnsino) da Univates e Complexo Esportivo da Univates.

Grupos de dança

 

Apresentaram-se na abertura os seguintes grupos de dança: Estúdio de Dança Lene Petry, Clube de Mães Aliança e Grupo na Ponta do Pé do Espaço Articulação, todos de Bom Retiro do Sul; Grupo Corpo Livre, de Teutônia; Grupo de Dança Corpo em Movimento, de Cruzeiro do Sul; Escola Municipal de Ensino Fundamental Francisco Oscar Karnal e Empire of Dance, ambos de Lajeado.

Pronunciamentos

Em nome da Univates, a pró-reitora de Ensino, Fernanda Storck Pinheiro, falou sobre a satisfação de a Instituição receber o evento, que começou a ser planejado há pouco mais de um ano. “Discutir essas temáticas na perspectiva dos direitos humanos é muito pertinente”, pontuou.

O coordenador do curso de Educação Física, licenciatura, Derli Neuenfeldt, agradeceu aos envolvidos na organização do evento e destacou a parceria com os diversos parceiros e apoiadores. Neuenfeldt relatou que durante o evento há a apresentação de 144 trabalhos científicos e enfatizou a importância sobre a área realizar análise crítica sobre sua contribuição para um mundo melhor.

O presidente do CBCE, Vicente Molina Neto, ressaltou a importância de reunir eventos em uma programação compartilhada como a que ocorre na Univates, pois ele acredita que as atividades permitem aproximar e relacionar especificidades disciplinares da educação física que precisam se articular para dar respostas mais adequadas aos reclamos da sociedade brasileira.

 

O secretário da Cultura, Esporte e Lazer de Lajeado, Carlos Reckziegel, afirmou que falar de esporte é falar de demandas muito grandes em um país em que mais da metade da população é sedentária. “Podemos ter ideia do desafio em relação à atividade física e no quanto isso reflete em diversas outras áreas como educação e saúde, especialmente em um país em que mais de 300 mil pessoas morrem por ano em decorrência do sedentarismo”, explicou.