Technology Day reúne conhecimento científico e inovação

Postado as 2018-10-05 21:56:17

Por Natália Bottoni

Já pensou em um evento que reúne Pontes de Espaguete e de Palito de Picolé, Desafio de Desenvolvimento de Produto, Campeonato de Robótica, provas de Aparato de Proteção ao Ovo (APO), Desafio Kit Mola e de Taludes e Campeonato de eSports? Trata-se do VI Technology Day, que ocorreu na noite desta sexta-feira, 5, no Ginásio de Arena do Complexo Esportivo da Univates. O encontro integra a programação do 12º Congresso de Ciência e Tecnologia do Vale do Taquari (CCTEC), que é realizado de 1º a 6 de outubro na Instituição. No total, foram 411 estudantes de graduação e do ensino básico envolvidos em 97 equipes.

O evento teve início na parte da manhã, quando estudantes a partir do 6º ano do Ensino Fundamental (EF) puderam participar da Olimpíada de Informática da Univates (Olinfu), na qual desenvolveram jogos e animações com o uso do software Scratch. Foram três categorias de avaliação: Nível 1 (6º e 7º anos do EF), Nível 2 (8º e 9º anos do EF) e Nível 3 (Ensino Médio).

As oito competições da noite ocorreram simultaneamente, com a narração do youtuber Diogo Elzinga.

Os estudantes de Engenharia Mecânica da Univates, Allan Marquez e Manuel Diehl, participaram do evento pelo primeira vez, por meio da competição das Pontes de Espaguete. “Fizemos o trabalho por etapas. Encontramos problemas durante a execução, como a falta de tempo para executá-lo e a secagem da cola utilizada”.

As famílias também prestigiaram os filhos que estavam nas competições. Foi o caso de Jones e Luciana Diehl, pais de Pedro Henrique Diehl. Eles e a namorada do aluno, Fernanda Galli, estavam ansiosos para ver o resultado do trabalho que Pedro realizou no Campeonato de Robótica. “De manhã ele ia para a escola e à tarde se encontrava com a sua equipe na Instituição: essa foi a rotina dele durante o último mês”, contam. Segundo eles, o estudante do 3º ano do Ensino Médio ainda não decidiu o que pretende cursar na graduação, e a atividade o ajudou a descobrir mais sobre suas preferências profissionais.

Uma equipe de cinco graduandos de Engenharia Civil ganhou a prova de Aparato de Proteção ao Ovo. Wilian Katasonof dos Santos relata que a ideia de participar da competição surgiu na disciplina de Concreto Armado II. “Dimensionamos a armadura e misturamos os agregados, aditivos e fibras. Fizemos a massa e concretamos a armadura. Depois de dois dias, desenformamos o aparato e realizamos dois circuitos de teste”, explica. Hoje, o concreto aguentou 2 metros e 15 kg. Wilian admite que é um projeto pequeno, mas que serve como um aprendizado maior na vida profissional. “Assim que começam os prédios, por exemplo: o engenheiro civil precisa fazer a consistência do projeto na prática”, afirma.

Natália Bottoni

A coordenadora do Tema, Maria Claudete Schorr, acredita que o envolvimento dos acadêmicos no evento proporciona a relação da teoria e da prática conforme os conteúdos teóricos aprendidos na faculdade e apresentados nas competições. “Além disso, oportuniza aos participantes da educação básica viver um momento de mostrar o que estão aprendendo na escola, aqui”, completa.

A atividade é organizada pelo Projeto de Extensão Tecnologias Multidisciplinares Aplicada (Tema) e pelo Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CTEC).

Conheça os desafios do V Technology Day

Natália Bottoni

VI Desafio de Desenvolvimento de Produto: Objetiva a construção de produtos inovadores com materiais não convencionais. Sugere-se que se faça o desenho do produto, posteriormente a escolha do processo de fabricação coerente com o custo e após os testes práticos, a partir de uma demanda do mercado consumidor. A atividade contou com 107 alunos da Graduação e cinco do Ensino Médio.

Natália Bottoni

VI Competição de Pontes de Espaguete: Trouxe 88 estudantes da Graduação e 34 do Ensino Médio e 26 pontes de espaguete. A disputa pretende a análise estrutural, o projeto, a construção e o ensaio destrutivo de uma ponte feita com fios de espaguete. A ponte deve ser capaz de vencer um vão livre de um metro, com peso não superior a 900 g.

XI Campeonato de Robótica: A competição consiste em uma luta de sumô de robôs. Em torno de 9 equipes e 18 alunos de Ensino Médio estiveram envolvidos na atividade.

 

II Aparato de Proteção ao Ovo: Objetiva testar a capacidade dos competidores no desenvolvimento de elementos estruturais que possam resistir a cargas dinâmicas. O nome da dinâmica se dá porque o elemento estrutural tem a função de proteger um ovo colocado sob o pórtico. A competição envolveu 39 discentes da Graduação.

 

I Competição de Pontes de Palito de Picolé: A ação trouxe 25 alunos da faculdade. Os objetivos do trabalho são elaborar um projeto estrutural de uma ponte e construir um protótipo utilizando palito de picolé e cola.

I Desafio Kit Mola: Conceitos teóricos de vínculos, grau de hiperestaticidade e estabilidade são aplicados de maneira prática nessa atividade. Em torno de 25 estudantes da Graduação participaram.

I Desafio de Taludes: Taludes Rodoviários são obras da área de engenharia localizadas nas laterais das rodovias. Elas requerem uma atenção especial, pois se rompem, acarreta-se problemas de logística de transporte de cargas e pessoas, além de colocar em risco os usuários da via. A dinâmica propõe que se realizem técnicas que podem ser empregadas para estabilizar esses taludes naturais. Estiveram envolvidos 30 alunos da faculdade.

I Campeonato de eSports: Com 40 estudantes da Graduação, o desafio propõe a integração de estudantes por meio de jogos digitais, estimulando a participação em equipe e a competitividade.