Cursos da área da saúde renovam parcerias com IGP para estágios e aulas práticas

Postado as 17/02/2020 10:44:42

Por Nicole Morás

Divulgação

A Universidade do Vale do Taquari - Univates recebeu, na última sexta-feira, a diretora-geral do Instituto Geral de Perícias (IGP), Heloísa Helena Kuser. A reunião com a pró-reitoria de Ensino, Fernanda Pinheiro, e com a diretoria do Centro de Ciências Médicas, Maria Isabel Lopes, teve como objetivo renovar parcerias já existentes com o curso de Medicina e demais cursos da área da saúde na área de estágios e aulas práticas.

Para a pró-reitora de Ensino, o convênio, que existe desde 2015, nasceu a partir das iniciativas dos cursos da área da saúde da Univates.

Ter acesso a esse espaço destinado às perícias e conhecer suas práticas é de extrema importância para os cursos da área da saúde. Além deles, também o curso de Direito encontra possibilidades de ampliar conhecimentos na área de investigação e coleta de provas. Assim, a parceria existe para facilitar a inserção dos estudantes neste espaço, para que conheçam o trabalho do IGP. Para tanto, a Univates se propõe a contribuir com as adequações necessárias para que o local seja esse cenário de prática.
Pró-reitora de Ensino, Fernanda Pinheiro

Conforme Maria Isabel, o convênio permite que os estudantes do curso de Medicina, desde o segundo semestre de 2016, realizem práticas no IGP de Lajeado. No módulo de Saúde e Sociedade VI, sob a coordenação do professor Carlos Sandro Pinto Dorneles e o preceptor Bruno Lieske, nos conteúdos de Medicina Legal, os estudantes acompanham o trabalho do médico perito em necropsias. O contato com a Medicina Legal, durante a academia, permite a valorização dessa área médica, contribuindo para uma formação cada vez mais completa do estudante.  Por meio das práticas no instituto, pôde-se perceber o grau de importância do Instituto Médico Legal para a sociedade e sua contribuição no esclarecimento de crimes e na contemplação do ser humano, oferecendo respeito e zelo a sua vida. 

Conforme a diretora, não serão realizadas autópsias na Univates. “A ideia é renovar o contrato com o IGP, mantendo o cenário de prática para o curso de Medicina e demais cursos da instituição. Importante ressaltar que os estudantes não realizam autópsias, apenas acompanham o trabalho do médico legista. A informação de que o IML virá para a Univates é equivocada - isso não está previsto no convênio”, sinali