Detalhes do Projeto de Pesquisa

Aspectos nutrigenéticos de marcadores bioquímicos, antropométricos e comportamentais: implicações para as doenças multifatoriais


Coordenação: Prof. Dra. Verônica Contini

Pesquisador(a):
Flávio Milman Shansis (colaborador)
Júlia Pasqualini Genro (colaboradora)

Bolsistas:
3 Bolsas de Iniciação Científica - Universidade do Vale do Taquari - Univates
 

Mestrandos:

2


Doutorandos:
3

Fontes Financiadoras:
PROSUP/CAPES
Universidade do Vale do Taquari - Univates

Resumo:
O estudo das doenças multifatoriais tem recebido uma atenção especial nos últimos anos, devido a sua complexidade, os múltiplos fatores, genéticos e ambientais, envolvidos no seu desenvolvimento e o grande impacto nas sociedades contemporâneas.  No entanto, apesar dos avanços obtidos com os estudos de varredura genômica, que identificaram inúmeras variantes genéticas associadas com uma ampla gama de doenças complexas, com a esquizofrenia e a obesidade, por exemplo, esses achados ainda não são capazes de explicar toda a variância atribuível aos genes. Diante disso, novas abordagens de investigação têm sido exploradas, na busca pela identificação dos mecanismos moleculares envolvidas nessas doenças, como a investigação de interações gene-gene e gene-ambiente, destacando-se aqui os estudos nutrigenéticos. Existem na literatura inúmeras evidências relacionando fatores da dieta com o desenvolvimento de doenças multifatoriais metabólicas e, mais recentemente, também tem se destacado o efeito das interações alimentares em transtornos psiquiátricos, como a depressão, a ansiedade e o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. O objetivo geral deste estudo é avaliar os possíveis efeitos das interações entre o consumo alimentar e polimorfismos genéticos sobre desfechos antropométricos, bioquímicos e comportamentais de indivíduos adultos. A amostra será constituída por voluntários adultos, de ambos os sexos, recrutados entre a comunidade acadêmica da Universidade do Vale do Taquari- Univates, Lajeado, RS. Todos os participantes que aceitarem participar do estudo responderão um questionário sobre dados demográficos, hábitos devida, prática de atividade física, história clínica e histórico familiar. Também realizarão uma anamnese nutricional, avaliação de medidas antropométricas, aferição da pressão arterial e coleta de sangue, para análises bioquímicas e moleculares. Os parâmetros comportamentais selecionados serão investigados por meio de escalas autoaplicáveis. Os polimorfismos genéticos que serão investigados serão selecionados com base em evidências de funcionalidade. Os testes estatísticos específicos de associações e interações serão definidos posteriormente, de acordo cada objetivo a ser avaliado e dependendo da distribuição dos dados. Todos os indivíduos incluídos no estudo assinarão um termo de consentimento livre.