Detalhes do Projeto de Pesquisa

Cidades médias e os fluxos imigratórios internacionais recentes: o exemplo da cidade de Lajeado na Região do Vale do Taquari-RS


Coordenação: Rosmari Terezinha Cazarotto

Resumo:
A presente proposta de pesquisa, encaminhada para a Chamada Universal MCTIC/CNPq 2018, Faixa A, foi elaborada em conjunto com pesquisadores de outra universidade que estudam as cidades médias e o processo de desenvolvimento regional. O tema da pesquisa é a espacialidade dos fluxos migratórios internacionais recentes para a região do Vale do Taquari-RS, no período de 2010 a 2016. Ingressaram 1.908 imigrantes estrangeiros de diversas nacionalidades, sendo que os predominantes foram os haitianos, perfazendo 68%. Com este trabalho pretende-se compreender a dinâmica intra-regional destes fluxos migratórios a partir da centralidade da cidade média de Lajeado, bem como as conexões nacionais e transnacionais estabelecidas partir dos locais de assentamento. O processo de globalização, viabilizado pela construção do meio-técnico-cientificoinformacional, acelerou os fluxos de pessoas, informação, dinheiro, produto, dívida e aproximou os lugares. Contudo, enquanto contradição do processo, as economias regionais têm se diferenciado por sua especialização, acentuando as desigualdades regionais, as quais favorecem a busca por novas oportunidades oferecidas pelos lugares. Metodologicamente a proposta deste trabalho consiste em um estudo exploratório, o qual articulará informações de dados quantitativos, utilizando-se de métodos estatísticos, seguida de análise qualitativa tendo como foco o processo. Desde o início, como no decorrer da pesquisa pretende-se revisar conceitos referentes aos temas: migrações, transnacionalismo, cidade média e centralidade e analisar a sua contribuição para a compreensão da dinâmica espacial dos imigrantes internacionais recentes para o Vale do Taquari. Como resultados da pesquisa espera-se aumentar a densidade de informações e análise a respeito do processo da imigração internacional recente, bem como desvendar qual tem sido o papel das cidades médias no contexto do processo de redefinição de novas centralidades no Estado do Rio Grande do Sul.