Pesquisa relaciona ensino superior e desempenho profissional

Postado as 04/02/2020 14:36:48

Por Nicole Morás

Elise Bozzetto

A aquisição de conhecimentos, habilidades e competências para enfrentar os desafios do mercado foi a principal contribuição do ensino superior para o desempenho profissional de 67,18% dos diplomados que realizaram o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de 2017 e participaram de um estudo realizado na Universidade do Vale do Taquari - Univates. Para 25,45% dos respondentes, a principal contribuição foi a obtenção do diploma de curso superior. E apenas 7,38% apontaram a possibilidade de melhores ganhos salariais e melhores cargos.

De acordo com o professor Samuel De Conto, no estudo foram avaliados nove aspectos que contribuem para o desempenho profissional: capacidade de comunicação, habilidade para trabalhar em equipe, capacidade de análise crítica, responsabilidade social, criatividade na solução de problemas, capacidade de tomar decisão, capacidade empreendedora, reconhecimento das diferenças culturais e competência técnica.

Conforme os respondentes, os aspectos desenvolvidos durante a graduação que mais contribuíram para o desempenho profissional foram a responsabilidade social, a capacidade de análise crítica e a habilidade de trabalhar em equipe.

Na Universidade, as atividades relacionadas com a responsabilidade social ocorrem, por exemplo, por meio de disciplinas em que os estudantes têm contato com a realidade na qual estão inseridos e realizam atividades em que colocam em prática o seu aprendizado para resolver problemas locais. No curso de Arquitetura e Urbanismo da Univates, por exemplo, os estudantes desenvolveram projetos com o intuito de melhorar a infraestrutura e embelezar o Parque Municipal de Eventos Aldi João Bisleri, de Anta Gorda. Os projetos de extensão também são ótimas oportunidades para se desenvolver a responsabilidade social
Samuel De Conto, professor da Univates

A pesquisa foi realizada em 2018 com mais de 390 diplomados dos 13 cursos que foram avaliados no Enade de 2017. O estudo, elaborado pelos professores Samuel de Conto, Júlia Barden e Carlos Cyrne, foi apresentado na 19ª edição do Colóquio Internacional de Gestão Universitária (Cigu 2019), realizado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em novembro de 2019.

Saiba mais

O Enade de 2017 foi realizado para os cursos de bacharelado em Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia, e Sistema de Informação; 10 cursos de bacharel ou licenciatura em Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras – Português, Matemática, e Química; 7 cursos de licenciatura em Artes Visuais, Educação Física, Letras - Português e Espanhol, Letras - Português e Inglês, Letras – Inglês, Música, e Pedagogia; e para os cursos tecnólogos em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão da Produção Industrial, Redes de Computadores, e Gestão da Tecnologia da Informação.