Detalhes do Projeto de Pesquisa

Tendências no Ensino


Coordenação: Prof. Dra. Maria Madalena Dullius

Pesquisador(a):

Ítalo Gabriel Neide

Marli Teresinha Quartieri

Miriam Inês Marchi


Bolsistas:

3 Bolsistas de Iniciação Científica - Universidade do Vale do Taquari - Univates

2 Bolsistas de Iniciação Científica - CNPq e FAPERGS


Fontes Financiadoras:

Universidade do Vale do Taquari - Univates

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Fapergs

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq


Resumo:

Estudos apontam que a metodologia dominante no contexto do ensino ainda é a aula expositiva, mas os recursos hoje disponíveis permitem ir além, as necessidades indicam para outras possibilidades, os alunos são outros e, neste sentido pretendemos fomentar e explorar diferentes tendências que possam auxiliar no processo de ensino; analisar as dificuldades e potencialidades do uso de diferentes tendências em sala de aula; estruturar, explorar e discutir propostas de ensino. A pesquisa aborda os temas Tecnologias no Ensino e Atividades Experimentais. Para a coleta de informações, faremos estudos teóricos e coletaremos dados empíricos utilizando instrumentos que serão elaborados para este fim: questionário, entrevistas, dissertações, teses, entre outros considerados relevantes pela equipe de pesquisa. Esperamos que os resultados obtidos possam ser discutidos e socializados com professores e futuros professores para contribuir com a melhoria do processo educacional da região e do país.

Sub projetos

Atividades experimentais e tecnologias digitais nos processos de ensino e de aprendizagem na área de Ciências e Matemática
Coordenação: Marli Teresinha Quartieri
Pesquisador(a):

Maria Madalena Dullius

Italo Gabriel Neide

Miriam Ines Marchi


Bolsistas:

6


Doutourandos:

6


Fontes Financiadoras:
Projeto aprovado pelo edital de internacionalização - EDITAL FAPERGS/CAPES 06/2018

Resumo:
Este projeto de pesquisa, intitulado “Atividades experimentais e tecnologias digitais nos processos de ensino e de aprendizagem, na área de Ciências e Matemática”, tem por objetivo investigar como o uso de tecnologias digitais e de atividades experimentais possibilita melhorias nos processos de ensino e de aprendizagem de Ciências e Matemática nos diversos níveis de Ensino. O referencial teórico é composto por autores que problematizam o uso de tecnologias digitais e atividades experimentais nos processos de ensino e de aprendizagem, em particular na área de Ciências e de Matemática, nos diversos níveis de Ensino. A pesquisa se caracteriza como qualitativa, e o campo de investigação são estudantes e professores da Educação Básica e da Graduação (Cursos de Engenharias). Destaca-se que os diferentes atores envolvidos serão agentes ativos do processo, participando do estudo, elaboração, exploração, avaliação de sequências de atividades, considerando o “bom uso” de tecnologias digitais e de atividades experimentais. Em relação aos docentes, pretende-se usar pressupostos da Lesson Study, objetivando que, em grupos, formulem objetivos; planejem sequências de atividades; observem aulas de seus colegas, aplicando as sequências de tarefas; coletem dados para analisar a reação dos alunos e (re)formular as sequências desenvolvidas e compartilhem resultados decorrentes da experiência. Quanto aos alunos, tem-se o intuito de utilizar pressupostos da metacognição, visando identificar o seu processo de aprendizagem quando utilizam atividades experimentais e tecnologias digitais, promovendo espaços para que eles se autoconheçam o suficiente e, assim, traçar as melhores estratégias para a compreensão de um determinado conteúdo. O acompanhamento de experiências na Espanha tenciona conhecer como ocorre, em sala de aula, no país em questão, a integração das tecnologias digitais e atividades experimentais, possibilitando vivenciar situações de práticas nesse contexto, aproveitando as experiências para compartilhar o referido projeto. Os dados da pesquisa serão coletados por meio de diversos instrumentos, tais como: diário com registro das aulas observadas, gravações de áudio e vídeo, relatórios de professores sobre práticas desenvolvidas, produções dos estudantes, análise de roteiros-guia, questionários, entrevistas. Destaca-se que a pesquisa seguirá pressupostos da Investigação Baseada em Design, pois essa metodologia tem como uma de suas características incidir sobre problemas com os quais os professores se deparam no seu processo de ensinar, buscando promover a aprendizagem dos estudantes, possuindo uma forte orientação teórica. Além disso, é um tipo de investigação que envolve diversos ciclos referentes às fases de preparação, realização e análise retrospectiva de uma experiência de Design. A análise dos resultados ocorrerá por meio da interpretação das decisões tomadas pelo grupo de pesquisadores, consideradas fundamentais para o avanço da investigação e novas implementações nas atividades, utilizando-se também algumas características da análise textual discursiva. Espera-se que os resultados desta pesquisa possam incentivar a integração das tecnologias digitais e atividades experimentais nas aulas de Ciências e Matemática, tornando-as mais dinâmicas e interativas aos alunos e, aos professores,
oferecer novas possibilidades para o fazer pedagógico. Ademais, o intuito é contribuir para a mobilidade acadêmica e o desenvolvimento profissional dos professores, fomentando a produção de dissertações no Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Exatas, bem como dissertações e teses no Programa em Ensino, tendo, como objeto de análise, as experiências internacionais e nacionais emergentes desta pesquisa.
Atividades experimentais e simulações computacionais: possibilidades de despertar o gosto pelas Ciências Exatas na Escola Básica
Coordenação: Prof. Dra. Marli Teresinha Quartieri
Pesquisador(a):

Marli Teresinha Quartieri
Miriam Inês Marchi
Italo Gabriel Neide

Maria Madalena Dullius


Voluntários(as):

2


Bolsistas:

5


Mestrandos:

2


Doutourandos:

6


Fontes Financiadoras:

CNPq


Resumo:

O projeto de pesquisa intitulado “Atividades experimentais e simulações computacionais: possibilidades de despertar o gosto pelas Ciências Exatas na Escola Básica” tem por objetivo investigar as implicações do envolvimento de professores e de alunos da Educação Básica em atividades de experimentação e de simulação computacional para os processos de ensino e de aprendizagem de disciplinas da área de Ciências Exatas. Esta pesquisa científica se caracteriza como qualitativa e pretende seguir pressupostos da pesquisa-ação. Serão desenvolvidas duas ações: cursos de formação continuada e o evento denominado Aprender Experimentando. Os cursos de formação continuada serão destinados para professores da Educação Básica com o objetivo de explorar e problematizar experimentos interativos e simulações computacionais na área de Ciências Exatas os quais poderão ser desenvolvidos na prática pedagógica. O evento Aprender Experimentando proporcionará oportunidade aos participantes de serem cientistas por algumas horas, pois serão convidados a manipular, observar, analisar, explicar, interpretar, prever e compreender experimentos. Durante estas ações serão realizados questionários, entrevistas e filmagens para coleta de dados. Também serão coletados materiais produzidos nas aulas dos professores participantes da formação continuada. Os dados emergentes destes instrumentos serão analisados a luz de referenciais teóricos. Espera-se, com esta pesquisa, contribuir para a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem na área de Ciências Exatas na Educação Básica, bem como fomentar o gosto por esta área e despertar o espírito científico.