Detalhes do Projeto de Pesquisa

Processos de Ensino e de aprendizagem em Ciências


Coordenação: Prof. Dra. Miriam Ines Marchi

Pesquisador(a):

José Claudio Del Pino

Eniz Conceição Oliveira


Voluntários(as):

Daniela Rodrigues da Silva (IFRS)


Bolsistas:
Cintia Araldi
Itacir José Santim
Victória Marques Buske
Jonhatan Giovanella Laste
Bruno Bottega Dels Osbel

Mestrandos:

Flávia Costa de Oliveira

Hayde Raquel Lorenzi (UFRGS)


Doutorandos:
Vanessa Vian
Nilma Silvania Izarias
Adriana Magedan
Amauri Picollo de Oliveira
Eluíza Thomas (UFRGS)

Fontes Financiadoras:

FUVATES - CNPq - FAPERGS


Resumo:
Nesta investigação se pretende fazer uma apropriação da concepção de construção de conhecimento numa perspectiva teórica construtivista para dar continuidade aos estudos sobre a criatividade como elemento constituidor de um aparato cognitivo que alicerça tais construções. As ações envolvem professores e alunos da escola de nível básico objetivando- se a ampliação das informações obtidas em outros projetos, e a divulgação dos resultados por um processo de formação continuada dos professores. Busca-se neste projeto o aprofundamento das compreensões dos processos de ensinar e aprender química e ciências, e para tal se propõe analisar, de forma processual, aspectos da aprendizagem de conceitos fundamentais da química e da área das ciências. Serão utilizadas atividades de aprendizagem organizadas a partir de diferentes estratégias, como a resolução de problemas em papel e lápis, em atividades experimentais de laboratório e em ações desenvolvidas em ambientes de aprendizagem mediados por recursos de informática. É objetivo do projeto, a análise de material didático impresso e digitalizado que envolve os livros didáticos de química do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático). Também, a análise da usabilidade em contexto escolar do objeto de aprendizagem PensaQui, o qual é mediado pelo uso do computador e que permitirá avaliar condições vinculadas à criatividade no processo de aprender química e conceitos fundamentais das ciências, ação que pressupõe a utilização de recursos de informática nesta área do conhecimento.

Sub projetos

Perspectivas ciência, tecnologia e sociedade na área de química: análise de livros didáticos Brasileiros e Portugueses
Coordenação: Eniz Conceição Oliveira
Pesquisador(a):
José Claudio Del Pino

Voluntários(as):
Nilza Costa
Cecília Guerra

Bolsistas:

Cintia Araldi 

Bruno Bottega Dels Osbel


Mestrandos:

Flávia Costa de Oliveira

Hayde Raquel Lorenzi (UFRGS)


Fontes Financiadoras:

FUVATES e FAPERGS


Resumo:
O ensino fundamentado em um currículo em Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) significa o desenvolvimento de uma proposta no contexto autêntico do seu meio tecnológico e social. Os estudantes tendem a integrar sua compreensão pessoal do mundo natural (conteúdo da ciência) com o mundo construído pelo homem (tecnologia) e o seu mundo social do dia a dia (sociedade). Entende-se ensinar ciência num curso CTS considerando o caráter provisório e incerto das teorias científicas. Com tal compreensão, os alunos poderão avaliar as aplicações da ciência, levando em conta as opiniões controversas dos especialistas. A tecnologia deve ser apresentada como aplicação das diferentes formas de conhecimento para atender às necessidades sociais. Dessa forma, o aluno compreenderá as pressões das inovações tecnológicas na sociedade, caracterizando a tecnologia como um processo de produção social e reconhecendo a dependência da sociedade para com os produtos tecnológicos gerados. Quanto à sociedade, deve-se levar os alunos a perceberem o poder de influência que eles têm como cidadãos. Assim, eles seriam estimulados a participar democraticamente da sociedade por meio da expressão de suas opiniões. Os Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio trazem que as disciplinas das Ciências da Natureza, Matemática e Tecnologias (Biologia, da Física, da Química e da Matemática, e das tecnologias correlatas a essas ciências) promovam competências e habilidades que sirvam para o exercício de intervenções e julgamentos práticos, significado amplo para a cidadania e também para a vida profissional. O Ministério da Educação e Ciência (MEC) Português têm programas e orientações curriculares das disciplinas dos diversos cursos, para o ensino básico e secundário. A disciplina de Química (Programa de Física e Química A) faz parte da componente específica do Curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias. A partir do exposto tem-se as seguintes questões de pesquisa: que relações os livros didáticos de Química indicados pelo Plano Nacional do Livro Didático (PNLD) trazem com um currículo na perspectiva CTS? Que relações os Programas de Orientações Curriculares Portugueses trazem com um currículo na perspectiva CTS? Qual a relação dos livros didáticos com esse currículo? Relacionado às questões de pesquisa o objetivo geral do estudo é investigar a relação existente entre a proposta dos livros didáticos de Química, com o currículo na perspectiva de CTS, na Educação Básica, no Brasil e Portugal. A proposta se constitui metodologicamente como uma pesquisa documental que pode se constituir numa técnica fundamental de abordagem de dados qualitativos seja complementando as informações obtidas por outras técnicas, seja desvelando aspectos novos de um tema ou problema. A pesquisa documental busca apresentar o conteúdo de um documento de modo a facilitar consultas posteriores mantendo o máximo de informações, tanto quantitativas como qualitativas. Para análise das categorias emergentes no estudo será utilizada a análise textual discursiva. Na fase inicial de análise será elaborado um conjunto de categorias que a leitura das informações obtidas pela utilização de instrumentos de coleta de dados mostrar ser coerente e representativa das unidades de significado extraídas das informações obtidas na pesquisa documental. A partir desta categorização, em relação à leitura dos livros de Química do PNLD e do Programa Português, à luz do ensino CTS, identificar com maior clareza os sentidos produzidos pelas propostas apresentadas. Espera-se com o desenvolvimento do estudo fomentar a produção de dissertações no Mestrado em Ensino e no Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Exatas da Univates, tendo como objeto de análise os estudos sobre o ensino CTS. Também, busca-se contribuir para a melhoria da qualidade de ensino da área de Ciências, por meio dos objetivos descritos. As ações propostas também objetivam a integração da pesquisa ao ensino.
Transformações: a busca por espaços formativos que favoreçam a mudança conceitual no ensino e na aprendizagem da química
Coordenação: José Claudio Del Pino
Voluntários(as):

Daniela Rodrigues da Silva  IFRS 


Bolsistas:
Itacir José Santim
Victória Marques Buske
Jonhatan Giovanella Laste

Doutourandos:

Vanessa Vian

Adriana Magedanz


Fontes Financiadoras:

CNPq (Bolsa Produtividade em Pesquisa); FAPERGS


Resumo:
Nesta investigação se pretende fazer uma apropriação da concepção de construção de conhecimento numa perspectiva teórica construtivista para dar continuidade aos estudos sobre a criatividade como elemento constituidor de um aparato cognitivo que alicerça tais construções. As ações envolvem professores e alunos da escola de nível básico objetivando- se a ampliação das informações obtidas em outro projeto, e a divulgação dos resultados por um processo de formação continuada dos professores. Busca-se neste projeto o aprofundamento das compreensões dos processos de ensinar e aprender química, e para tal se propõe analisar, de forma processual, aspectos da aprendizagem de conceitos fundamentais da química. Serão utilizadas atividades de aprendizagem organizadas a partir de diferentes estratégias, como a resolução de problemas em papel e lápis, em atividades experimentais de laboratório e em ações desenvolvidas em ambientes de aprendizagem mediados por recursos de informática. Também é objetivo do projeto, a análise da usabilidade em contexto escolar do objeto de aprendizagem PensaQui, o qual é mediado pelo uso do computador e que permitirá analisar condições vinculadas à criatividade no processo de aprender química, ação que pressupõe a utilização de recursos de informática na área do conhecimento, a química.