Detalhes do Projeto de Pesquisa

Tradução e validação do Rome IV Diagnostic Questionnaire for Adult Functional Gastrointestinal Disorders para diagnóstico de dispepsia funcional em pacientes adultos submetidos a endoscopia digestiva alta


Coordenação: Rafael da Veiga Chaves Picon

Bolsistas:

Letícia Leão Alvarenga


Órgãos Financiadores:

Universidade do Vale do Taquari - Univates


Resumo:
A dispepsia funcional (DF) é um doença gastrointestinal funcional (DGIF) caracterizada como síndrome de empachamento pós-prandial, saciedade precoce, dor ou queimação epigástrica que prejudicam as atividades usuais do indivíduo e permanecem inexplicadas após avaliação clínica rotineira. É marcante a escassez de instrumentos validados para o diagnóstico de DF na população brasileira e de dados epidemiológicos locais sobre as DGIFs em geral. Logo, este Projeto tem por objetivos traduzir e validar um questionário de sintomas de DF, empregado mundialmente, para a nossa população a fim de construir expertise na área de validação de instrumentos e, posteriormente, desenvolver novos projetos locais no âmbito da pesquisa epidemiológica-clínica em DGIFs. O questionário em questão é o módulo Gastroduodenal Disorders do Rome IV Diagnostic Questionnaire for Adult Functional Gastrointestinal Disorders (R4DQ-FD), que será comparado ao Porto Alegre Dyspeptic Symptoms Questionnaire (PADYQ) em termos de fidedignidade e validade em um estudo transversal de tradução e validação de instrumento. O diagnóstico de DF feito por gastroenterologista experiente será o padrão-ouro contra o qual esses dois questionários serão comparados. Dois grupos de pacientes do Centro Clínico da Univates (CCU) comporão a amostra. Para o grupo de casos, serão elegíveis pacientes adultos do Ambulatório de Gastroenterologia do CCU com sintomas dispépticos que foram submetidos a pelo menos uma endoscopia digestiva alta (EDA) com pesquisa de Helicobacter pylori nos últimos 12 meses. Para o grupo controle, serão elegíveis pacientes do CCU sem sintomas dispépticos e sem indicação de EDA ou colonoscopia, exceto pacientes assintomáticos submetidos a colonoscopia para rastreamento ou vigilância de neoplasia colorretal.