Vale do Taquari

Situada na região central do Rio Grande do Sul (Estado que fica ao sul do Brasil), a região do Vale do Taquari é formada por 36 municípios, que totalizam 4.821,1 km² (1,71% do Estado) de área. Em 2017, conforme Estimativas Populacionais do IBGE (2018), a região contava com 351.999 habitantes (3,11% da população gaúcha) – a grande maioria de origem alemã, italiana ou açoriana. Com isso, a densidade demográfica do Vale era de 73 hab/km², enquanto no Estado atingia 40 hab/km².

O município mais antigo é Taquari, emancipado de Triunfo em 1849. Estrela e Lajeado já têm mais de 100 anos. A maioria dos municípios emancipou-se a partir de 1959. Os municípios mais populosos são Lajeado, Estrela, Teutônia, Taquari, Encantado e Arroio do Meio, que respondem por 60,63% do total da população regional.

Na área da educação, a região também ostenta bons índices. Segundo dados da Fundação de Economia e Estatística-FEE (2018), em 2010 o índice de alfabetização do Vale era de 96,94% (15 anos ou mais), enquanto que o mesmo índice estadual indicava aproximadamente 94%.

Em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) da região superou R$ 10 bilhões (3,05% do PIB estadual). A indústria respondia por 25,84% desse total; o setor de serviços, por 51,47%, a agropecuária, por 9,80% e a administração pública, por 12,89%. No PIB per capita, o Vale do Taquari chegou a R$ 27.769. Em termos de localização geográfica, dista 117 km de Porto Alegre e 110 km da região de Caxias do Sul. Sua malha rodo hidro ferroviária coloca o Vale do Taquari em posição estratégica favorável ao desenvolvimento socioeconômico.

A instalação de indústrias e o desenvolvimento do comércio e do setor de serviços provocaram mudanças significativas nas últimas décadas. Em 1970, 74,27% da população viviam no meio rural e, passadas quatro décadas, o quadro praticamente se inverteu: em 2010, 73,84% viviam na zona urbana. Nos municípios pequenos destaca-se o setor da agropecuária, enquanto nos municípios maiores sobressaem-se atividades ligadas à indústria e ao setor de serviços e comércio.



Clique para ampliar